sexta-feira, 15 de abril de 2011

Birô Cultural vai abrir inscrição para oficina em São Cristóvão

Levar aperfeiçoamento em planejamento e viabilização de projetos culturais a artistas, produtores e gestores de cultura das mais diversas regiões de Sergipe. Estes é o principal objetivo do Birô Cultural, projeto desenvolvido pela Secretaria de Estado da Cultura (Secult), através do Fundo de Desenvolvimento Cultural e Artístico (Funcart). O cronograma inicial contemplava nove cidades, mas a Secult conseguiu viabilizar mais uma oficina, que será realizada em São Cristóvão, atendendo a solicitação dos agentes culturais do município.

A edição 2011 do Birô já passou por três cidades - Carmópolis (região Leste), Nossa Senhora das Dores (Médio Sertão) e Tobias Barreto (região Centro-Sul). O objetivo é atingir todos os territórios de planejamento do Estado. A abrangência das localidades escolhidas visa formar uma rede de mobilização e apoio para participação dos agentes culturais sergipanos em editais de cultura, estaduais e nacionais.


Na visão da secretária de Estado da Cultura, Eloísa Galdino, a inclusão de mais um município no roteiro de atividades do projeto reflete o sucesso que o projeto vem conquistando por onde passa. “O nosso objetivo com o Birô Cultural é estimular os fazedores de cultura de Sergipe a garantir uma maior participação nos editais culturais de todo o país. Quem já participou das oficinas entendeu o recado e elogiou a iniciativa. Essa boa receptividade levou a um contato entre a Secult e agentes culturais de São Cristóvão, garantindo uma etapa do projeto na cidade que é patrimônio da humanidade”, explica.


Segundo Márcia Avelar, integrante do escritório técnico do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) em São Cristóvão, o pleito partiu da própria comunidade. “Promovemos uma reunião com associações comunitárias e culturais da cidade, e convidamos a Secult para apresentar o Birô Cultural, já que a discussão girava em torno das possibilidades de financiamentos através de editais públicos e privados. O interesse dos participantes foi muito grande e ficou acertada, então, a viabilização de uma etapa do projeto em São Cristóvão”, fala Márcia.


O secretário adjunto de Estado da Cultura, Marcelo Rangel, lembra que a parceria com os instrutores e o poder público municipal foi importante para a promoção da décima etapa do Birô Cultural em São Cristóvão. “Avaliamos que haveria uma grande procura pela oficina no município, levando em consideração que novas oportunidades estão se abrindo por lá, graças ao título de Patrimônio da Humanidade, então nos adiantamos para viabilizar sua realização.


Os próprios instrutores das oficinas aceitaram ministrá-las voluntariamente e com o apoio da Secretaria Municipal de Cultura, conseguimos contemplar a cidade. Acreditamos que para fortalecer o setor cultural é preciso unir forças e canalizar energias, é desta forma que estamos tentando construir o trabalho da Secult e estamos satisfeitos por conseguir cooptar novos parceiros a cada dia", explica Marcelo.


Inscrições


O Birô Cultural em São Cristóvão acontecerá entre os dias seis e dez de junho. Os interessados em participar do projeto devem enviar a ficha de inscrição preenchida - disponível no site da Secult - para
contato@cultura.se.gov.br. Para mais informações sobre o Birô Cultural, os interessados devem entrar em contato com a coordenação do projeto através do email contato@cultura.se.gov.br ou através dos telefones (79) 3179-1924 e 8819-6901.

Onde o Birô vai passar


O 'Birô Cultural' já passou por Carmópolis e Nossa Senhora das Dores e Tobiasd Barreto. Outras sete cidades ainda receberão o projeto: Itabaiana (Agreste), Nossa Srª da Glória (Alto Sertão), Laranjeiras (Grande Aracaju), Propriá (Baixo São Francisco), Estância (Sul), Aracaju e São Cristóvão (Grande Aracaju). Em todas elas foi pactuada uma parceria entre a Secult e o poder público municipal.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário sobre essa matéria.