quarta-feira, 18 de agosto de 2010

Patrimônio da Humanidade: missa comemora título conferido pela UNESCO

Secretária de Estado da Cultura, Eloisa Galdino, e Secretária Municipal de Cultura, Aglaé Fontes

Foto: Grazziele Santos

Por Yara Santos (ASCOM/PMSC)

A Prefeitura Municipal de São Cristóvão e a Secretaria de Cultura realizaram missa em comemoração ao título conferido à Praça São Francisco, pela Unesco, de Patrimônio da Humanidade. A missa foi promovida na Igreja São Francisco e celebrada pelo Padre Bernardino, que abençoou os agentes que lutaram pela comenda conquistada pela Praça, hoje, ponto turístico mundial.


Prestigiaram a cerimônia, o prefeito Alex Rocha, a secretária de Estado da Cultura, Eloísa Galdino, a secretária de Cultura do município, Aglaé Fontes, a secretária do Gabinete, Telma Pureza, secretário de Infraestrutura, Marcos Souza, a Superintendente do IPHAN em Sergipe, Terezinha Oliva, funcionários do poder público municipal, brincantes dos grupos folclóricos locais, historiadores, a comunidade em geral e a imprensa.


A missa foi acompanhada pelo Coral Vozes da Vitória e a programação apresentou, também, o Coral Vivace, sob a regência do maestro Sérgio Chagas. Ao final da cerimônia, a secretária Aglaé Fontes pronunciou-se acerca da importância do título conferido. “Essa Praça não seria nada sem o bom povo que abre as janelas, que tem olhos que vêem ouvidos que ouvem e um ração que ama. A Praça sem gente não seria nada, pois um monumento precisa de alma. A Praça é nossa, como diz o poeta, assim como o céu é do avião”, disse, finalizando as suas palavras.


Em seguida, a secretária Eloísa Galdino levou os presentes a refletirem sobre o potencial do título recebido e sobre os fatores positivos que poderão ser explorados pela população. “É importante refletir e fazer desta Praça um bem que traga desenvolvimento à cidade de São Cristóvão, além de mais igualdade social. Façamos de São Cristóvão protagonista da nossa sergipanidade, com o que há de melhor”, citou.


A superintendente do IPHAN em Sergipe, Terezinha Oliva, fez das palavras da secretária Aglaé Fontes, as suas. De maneira que citou a grandiosidade do título conferido e da riqueza do conjunto arquitetônico histórico-cultural do município.


No meio da Praça São Francisco, apresentou-se a Filarmônica Sancristovense, sob a regência do maestro Fortunato, sob à iluminação subterrânea, que deu um tom ainda mais belo à comemoração. A noite também foi dos grupos folclóricos do município, o Reisado do mestre Satu, o Samba-de-coco, de dona Maria Acácia dos Santos, e as caceteiras, de Sr. Rindu. Os brincantes se apresentaram, cada um ao seu estilo, somando à comemoração pela conquista do título, cores, tradição e renovação, além de marcar a presença do patrimônio imaterial, representado pelo folclore de São Cristóvão, a quarta cidade do país.



Fonte: Blog da PMSC

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário sobre essa matéria.