sexta-feira, 11 de fevereiro de 2011

Um encontro com a História sergipana

Praça São Francisco vista do Museu Histórico de Sergipe. foto: Kadidja Albuquerque


Por Kadidja Albuquerque

Há 26 km de Aracaju está São Cristóvão. A cidade agrega títulos como a primeira capital de Sergipe e a quarta cidade mais antiga do país (fundada em 1590). Recentemente, mais um: a Praça São Francisco foi considerada Patrimônio da Humanidade pela Unesco. Só isso já evidencia o quanto as suas ruas, prédios e personalidades guardam uma importante história do nosso estado.

No final de janeiro, resolvi que queria fazer algo diferente no meu sábado à tarde, e parti rumo à São Cristóvão para fotografar a Praça São Francisco e passear um pouco pelas ruas. Adoro cidades históricas porque são sempre aconchegantes e rendem belas imagens. Entretanto, quando cheguei, resolvi que iria fazer um passeio diferente. Foi então que decidi entrar em contato com a história não apenas da cidade, mas do estado, através de uma visita guiada pelo Museu Histórico de Sergipe.

O prédio do MHS fica no entorno da praça e possui uma vista privilegiada do Convento de São Francisco e do Museu de Arte Sacra. Como todo o conjunto arquitetônico, o museu é um legado do período da União Ibérica, quando Portugal estava sob o domínio da Espanha. Fui recebida por Everlane Moraes, uma moça bastante simpática e que conhece tudo sobre o museu. Ela me contou que o prédio é do século XVIII e que até 1855 serviu de Palácio Provincial quando São Cristóvão ainda era capital sergipana. Depois, o prédio passou quase 100 anos servindo para outras utilidades. Já foi delegacia, cadeia, e até residência do nosso grande artista Jenner Augusto.


Leia matéria completa em www.agenteviaja.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário sobre essa matéria.