terça-feira, 28 de junho de 2011

Secult reúne órgãos do Governo e discute evento do 8 de Julho

Reunião de planejamento na SECULT. Foto: Wellington Barreto/ASN

O oitavo dia do mês de julho será de dupla comemoração em 2011: além da emancipação política do Estado, os sergipanos vão celebrar a entrega oficial do diploma de Patrimônio Cultural da Humanidade à Praça São Francisco, localizada no município de São Cristóvão. O Governo de Sergipe prepara um evento à altura da representatividade da data que promete realçar o orgulho que pulsa nos corações dos sergipanos.

Para que a população tenha uma grande festa, integrantes de diversos órgãos do Governo, além de representantes da Prefeitura Municipal de São Cristóvão e da superintendência do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) em Sergipe, estiveram reunidos na manhã de terça-feira, 21, na Secretaria de Estado da Cultura (Secult), quando foram discutidos detalhes do evento. A reunião foi encabeçada pela secretária Eloísa Galdino, que destacou a forma como a data passou a ser celebrada a partir da gestão do governador Marcelo Déda.


“A emancipação política de Sergipe é o fato mais importante da história do nosso Estado. Desde 2009 que o governador Marcelo Déda tem mobilizado o Governo a produzir uma solenidade que marque a data, transformando-a numa verdadeira celebração à sergipanidade. Nesse ano, a data ganha uma maior dimensão devido à entrega do diploma de Patrimônio da Humanidade à Praça São Francisco, e isso exige esforços de todo o Governo para que a população festeje em grande estilo, celebrando a data, a chancela da praça e os nossos principais símbolos", argumentou a titular da pasta da Cultura.


Na reunião, a secretária checou como está o andamento das responsabilidades de cada órgão para este acontecimento e, junto aos demais integrantes da comissão, definiu o roteiro de atividades da festa.


O evento


Coordenada pela Secult, com apoio de demais órgãos do Governo e da Prefeitura de São Cristóvão, a festa acontecerá na tarde de sexta-feira, 8 de julho, na Praça São Francisco. Representando a ministra da Cultura, Ana de Hollanda, que não poderá comparecer devido a outros compromissos no MinC, o presidente do Iphan, Luiz Fernando de Almeida, entregará o diploma de Patrimônio Cultural da Humanidade ao governador Marcelo Déda.


Na oportunidade, Déda também fará a entrega da Ordem do Mérito Aperipê (a mais alta condecoração oferecida pelo Governo do Estado) a personalidades que contribuíram para que a Praça São Francisco se tornasse o 18º Patrimônio Cultural da Humanidade no Brasil. Uma delas é o próprio presidente do Iphan, Luiz Fernando de Almeida.


Além de Almeida, serão homenageados: José Maurício Bustani, embaixador do Brasil na Unesco; Marcelo Brito, assessor de Relações Internacionais do Iphan; Luis Alberto, subsecretário do patrimônio Histórico e Cultural de Sergipe; e Thiago Fragata, coordenador da Comissão Pró-Candidatura da Praça São Francisco a Patrimônio da Humanidade. Grupos folclóricos, bandas filarmônicas e atrações musicais

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário sobre essa matéria.