domingo, 3 de janeiro de 2010

SENAC capacita agentes para melhor atender aos turistas

Curso aconteceu na Sala de Ação Educativa do Museu Histórico de Sergipe

Prazer em receber bem o turista e oferecer um serviço de atendimento com qualidade. Esses são alguns dos objetivos do curso de Excelência no Atendimento ao Turista, uma capacitação coordenada pela Empresa Sergipana de Turismo (Emsetur) em parceria com o Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial (Senac) e ministrada para pessoas ligadas direta ou indiretamente à atividade turística da cidade histórica de São Cristóvão. O curso faz parte do programa de capacitação continua ‘Sergipe de Braços Abertos’ e encerrou nesta quarta-feira, 23/12/2009, com a entrega de certificados para os 30 alunos participantes, a última turma do ano.


Turismólogo há 19 anos, Paulo Cesar é professor do Senac e o facilitador desta capacitação. Ele explica que assim como outros segmentos de mercado o turismo exige qualificação profissional e conhecimento multidisciplinar. “O turista é um cliente extremamente especial, que na maioria das vezes busca por qualidade de serviços de turismo aonde chega. Então é necessário que haja sempre esse tipo de iniciativa, para que possamos oferecer um serviço excelente”, ressalta o professor que é também guia de turismo.


Segundo Paulo Cesar, além de uma infra-estruta adequada para receber os turistas, o atendimento com qualidade é um diferencial com grande potencial de atração, embora ainda pouco explorado. “O curso de Excelência no Atendimento serve justamente para isso: modernizar as técnicas utilizadas de recepcionar um visitante, mudar a perspectiva de ver e fazer o turismo, além de trazer a sergipanidade para os cidadãos e buscar o desenvolvimento com sustentabilidade”.


A diretora de Turismo do Município de São Cristóvão, Silene Lazarito, foi responsável por solicitar a Emsetur o programa no seu município. “A demanda foi para que as pessoas ligadas ao turismo tenham informações mais qualificadas”, afirmou a diretora. Silene informou também que está sendo negociando junto a Emsetur uma forma de aproveitar os alunos com melhor desempenho para que eles possam fazer cursos para se tornarem guias credenciados junto a instituições responsáveis.


Segundo o presidente da Emsetur, José Roberto de Lima, o programa de Sergipe de Braços Abertos é um programa de capacitação “que utiliza a metodologia do Senac e tem uma função primordial para desenvolver a qualidade de serviços. Isso é essencial em cidades com alto potencial turístico como São Cristóvão”.


QUALIFICADOS


Morador de São Cristóvão há 20 anos, Murilo Rodrigues acaba de concluir sua primeira capacitação na área de turismo. Estagiário do Museu Histórico de Sergipe, ele trabalha diariamente recepcionando turistas e afirma que através do curso conseguiu adquirir conhecimento da área de atendimento ao turista e uma qualificação aprimorada para ter um bom desempenho no trabalho. “Além disso, agora tenho a capacidade de prestar boas informações”. Segundo Murilo, após cumprir as 30 horas de aula do curso, sua aptidão para se relacionar com os turistas evolui bastante.


Para a professora estadual Eliene Marcelo, outra capacitada pelo programa ‘Sergipe de Braços Abertos’, o curso foi de grande importância. Embora não trabalhe diretamente com o turismo, ela explica que trabalha a conscientização de seus alunos para que estes despertem para o potencial histórico e turístico que a quarta cidade mais antiga do país possui. “Devido à carência de pessoas qualificadas para prestarem com excelência o atendimento ao turista, parte desse potencial é perdido”, salientou.

“Esse curso veio viabilizar a melhoria do atendimento ao turista que visita São Cristóvão. Embora essa seja minha primeira qualificação, eu já trabalho com a perspectiva do turismo com meus alunos, que estão na faixa etária entre 8 e 11 anos, buscando conscientizá-los para a preservação do patrimônio que têm, tanto para eles próprios como para quem vem visitar a cidade”, afirma Eliane.


O estudante de museologia Neverton da Cruz é mais um dos que receberam certificados pelo curso de Excelência no Atendimento. Ele explica que na universidade já estudava uma dinâmica de interação com turistas, o que para ele “facilita a comunicação e o dialogo tantos com os visitantes como com a própria comunidade e o curso veio reforçar esse aprendizado”. Para Neverton, que cuida de recepcionar os visitantes do Museu Histórico de Sergipe, capacitações como essa são sempre importantes e complementares, por proporcionarem um conhecimento multidisciplinar da atividade turística.


Outros 27 alunos recebem na tarde desta quarta-feira, 23/12/2009, certificados pela participação no curso.


FONTE: Matéria publicada em 23/12/2009

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário sobre essa matéria.